Olá! Clique abaixo e converse conosco pelo WhatsApp

Custo unitário básico da construção civil: como calcular?

17/08/2021

Custo unitário básico da construção civil: como calcular?

Custo unitário básico da construção civil: como calcular?

Apesar de ser extremamente importante, o custo unitário básico da construção civil ainda é desconhecido por muitas pessoas que trabalham no setor de obras.

Também conhecido como CUB, o custo unitário básico é um cálculo feito todos os meses pelos sindicatos da indústria da construção civil no Brasil.

A partir desse indicador monetário, é possível estimar quanto será gasto durante todo o projeto, de acordo com a NBR 12721.

Você pode se interessar: Conheça a nova linha de financiamento imobiliário da Caixa Econômica Federal

Se você não sabe como funciona o CUB e quer entender a importância desse cálculo, fique até o final do texto e confira.

Boa leitura!

 

 

CUB: Como calcular o custo unitário básico da construção civil?

 

Para calcular o custo unitário básico da construção civil, é necessário utilizar as informações coletadas pelos sindicatos, devido aos critérios rigorosos usados para efetuar as pesquisas.

Sendo assim, você terá que acessar o site do sindicato para verificar as tabelas de dados, e as apurações dos valores têm como base projetos-padrão. São eles:

> R1: residência unifamiliar;
> R8 e R16: residência multifamiliar;
> PP4: prédio popular;
> PIS: projeto de interesse social;
> RP1Q: residência popular;
> CSL8 e CSL16: projeto comercial de salas e lojas;
> CAL8: projeto comercial de andares livres;
> GI: galpão industrial.

Após verificar qual o tipo de projeto e as informações disponibilizadas no site, o primeiro passo para chegar até o CUB é somar o valor total de custos e dividir pelo valor da metragem.

Neste caso, o cálculo do custo unitário básico é: materiais + mão de obra + equipamentos / área construída.

 

 

Projetos-padrão: para que servem?

 

Os projetos-padrão nada mais são que referências usadas para realizar o cálculo de custos totais na construção civil.

Ao entender qual o projeto que está sendo construído, é possível obter uma média de valor para cada insumo e, até mesmo, mensurar o andamento da obra.

Essas referências são exemplificadas na NBR 12721, e apresentam plantas e custos específicos em cada uma.

 

 

Itens que não são considerados no CUB

 

É importante ressaltar que há alguns itens não contemplados no custo unitário básico da construção civil.

Confira agora os principais itens:

> Taxas e impostos de condomínio
> Remuneração de incorporadores
> Muros
> Portões
> Serviços de infraestrutura
> Playground


Leia também: Maiores erros da construção civil: 6 erros que você deve evitar na construção

Por que existe um custo unitário básico da construção civil?

Para que um projeto seja realizado com sucesso, é extremamente importante mensurar os custos e estar em conformidade com as normas vigentes.

No caso da construção civil, o CUB é fundamental para garantir que a obra ocorra bem e todos os valores sejam estimados.

O objetivo desse cálculo é conscientizar o mercado imobiliário para que haja uma base de custos alinhada ao setor.

Apesar de não apresentar o custo total da obra, o CUB é usado como um indicador econômico dos custos da construção civil, sendo divulgado mensalmente os valores definitivos das edificações.

 

 

Conclusão

 


O CUB é um parâmetro usado para indicar os custos envolvidos em uma construção, sendo extremamente necessário durante o projeto.

Através desse cálculo, é possível mensurar o que será gasto com o lote básico de insumos e estabelecer uma métrica para o próximo passo: o custo total da obra.

Para garantir a qualidade da sua obra e evitar prejuízos, conte com a linha de equipamentos da C3.

 

Confie na marca que é líder em vendas de equipamentos para construção no Brasil. Conheça nossos produtos aqui!

Voltar