Olá! Clique abaixo e converse conosco pelo WhatsApp

Saiba como está a situação da Construção Civil no Brasil

01/10/2020

Saiba como está a situação da Construção Civil no Brasil

Saiba como está a situação da Construção Civil no Brasil

Em agosto, foi realizado um balanço com mais de 80 mil varejistas da construção civil em todo o país.

Neste levantamento, o mês de agosto apresentou resultados bastante positivos para o setor, registrando um aumento de 25,8% no volume de vendas da indústria para o varejo.

As vendas presenciais representaram 60,4% do total, enquanto o WhatsApp correspondeu a 20,3% e o telefone 17%.

Veja agora como está a geração de empregos na construção civil:

 

 

Santa Catarina apresenta saldo positivo de empregos no setor da construção civil

 

 

De acordo com os dados do último Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o setor de obras se mostrou resiliente perante a crise gerada pelo coronavírus em Santa Catarina.

Os números, que consideram o saldo de contratos de trabalho assinados e encerrados entre janeiro e julho, registraram saldo positivo apenas no setor de construção civil, que gerou quase 2 mil novas vagas.

Com a demanda por imóveis em alta e novos lançamentos previstos, a tendência é que o setor siga investindo e gerando empregos no estado.

 

 

Caged também mostra que a construção civil gerou 826 contratações no Piauí

 

 

Não foi somente no estado de Santa Catarina que o setor apresentou ótimos resultados, o Piauí também vem se destacando na geração de novos empregos na construção civil.

Com ritmo acelerado, o segmento tem cumprido seu papel no que diz respeito a auxiliar na retomada da economia no Estado.

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon Teresina), Francisco Reinaldo, salienta que o resultado é promissor e que as expectativas para o próximo ano são ainda melhores.

"Nós tivemos um período em que as obras tiveram paradas e há necessidade das empresas de recuperar esse prazo, por isso estamos realmente contratando para que possamos compensar esse tempo que ficamos inativos.

Em contrapartida, nós também tivemos boas vendas no mercado imobiliário e há a necessidade de entrega desses imóveis que foram vendidos neste momento", ressalta o presidente.

Alguns fatores são importantes para garantir a aquecimento das atividades neste momento de pandemia.
Entre eles, a taxa Selic, que está em 2% ao ano, é uma das peças que possibilita maior vendas de imóveis.

O gestor do Sindicato ainda externa que “a perspectiva do setor é de mais lançamentos e contratações no ano que vem.

Lançamento representa emprego no futuro”, finaliza Francisco Reinaldo. Os resultados positivos vem despertando novas oportunidades de trabalho e movimentando a economia de todo o país.

 

Gostou da reportagem? Então não deixe de compartilhar nas suas redes sociais e postar um comentário!
 

 

Fontes: Veja ; O Município; Piauí Hoje.

Voltar