Olá! Clique abaixo e converse conosco pelo WhatsApp

Entenda o que é NR6 para proteção individual e como você pode evitar acidentes

16/12/2021

Entenda o que é NR6 para proteção individual e como você pode evitar acidentes

Entenda o que é NR6 para proteção individual e como você pode evitar acidentes

Para a maior segurança de quem atua em ambientes onde a exposição aos riscos é inevitável, se munir com toda a proteção possível salva vidas.

Neste sentido, entra em cena a Norma Regulamentadora 06, uma forma de definir caminhos de mais segurança, integridade e melhores condições na execução de tarefas com risco em potencial.

Como o assunto pode ser denso e é de importância ímpar, trazemos para você as principais determinações da NR06, e de que modo ela te ajuda a proteger o seu funcionário e a sua empresa também.

Confira!

 

Primeiros passos: O que estipula a NR06?

Aprovada em 1978 junto com diversas outras normas, a NR06 traz medidas preventivas focadas nos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

Ou seja, cabe a ela orientar empregadores e empregados na busca por um espaço que represente melhor condição de trabalho.

Mas e então, como funciona na prática?

Por abordar a preservação da saúde e priorizar a vida, esta norma prevê que é imprescindível oferecer aos colaboradores todas as ferramentas necessárias para que eles desempenhem suas tarefas em segurança, evitando acidentes das mais variadas espécies.

O fornecimento destes equipamentos deve ocorrer gratuitamente, sendo proibido haver descontos do salário ou qualquer tipo de cobrança financeira por parte do empregador.

 

Manutenção e troca

Uma vez adquiridos todos os itens necessários no desempenho do serviço, vale ressaltar que estes equipamentos exigem cuidado e reposição em situações onde a sua função esteja comprometida.

Máscaras que não vedam mais, óculos desgastados, luvas furadas e protetores auditivos danificados são apenas alguns exemplos do que precisa ser substituído por novos materiais.

A troca também é papel da empresa contratante, que fica responsável por adquirir todos os EPIs e oferece-los em perfeito estado sempre.

 

Cuidados principais ao adquirir os EPIs

Um bom equipamento de proteção pode ser a diferença entre um contratempo rotineiro e um acidente fatal. Por isso, verificar a procedência dos materiais fornecidos é o papel de toda a empresa seria e comprometida com a integridade do funcionário.

Assim, ao buscar fornecedores, você precisa:

♦ Certificar-se de que os equipamentos são resistentes e de boa qualidade, 100% aptos a cumprir o que propõe.
♦ Estar convicto de que a marca possui padrões rígidos de fabricação, testa seus produtos regularmente e está sendo fiscalizada pelos órgãos competentes.
♦ Possui bom relacionamento com os clientes, e tem um histórico de responsabilidade, oferecendo o suporte necessário com transparência e expertise.

 

Treinamento e conscientização

Estar em dia com a oferta de equipamentos de proteção não é a única função da empresa. Conforme reafirma a NR06, auxiliar os funcionários na utilização destas EPIs também é responsabilidade do contratante.

Uma equipe que atua em funções consideradas arriscadas deve ser qualificada para cuidar de si, cuidar dos colegas e agir em situações de risco. Para isto, providenciar treinamento e orientar estas pessoas permite difundir a informação, ensinar o que precisa ser feito e como usar corretamente os equipamentos disponibilizados.

Importante: este trabalho vai muito além da SIPAT, e precisa ocorrer ao longo de todo o ano. Geralmente, o treinamento fica a cargo de um técnico ou engenheiro de segurança, e precisa ser ministrado da forma mais didática possível, para que todos compreendam o que está sendo repassado.

 

Fiscalização: A melhor forma de cuidar do seu colaborador

Num geral, os EPIs atuam “blindando” o corpo humano de interações que podem ser nocivas, desde intoxicação por elemento corrosivo, até cortes, torções e fraturas.

Ainda assim, sabemos que muitos funcionários não se adaptam ou não gostam de determinados EPIs, e podem acabar deixando estes equipamentos de lado.

O monitoramento e acompanhamento das demandas também integram a NR06, exigindo que as empresas conscientizem todos sobre o uso adequado e permanente durante as tarefas, sem exceções.

 

Gerenciando os riscos e agindo corretamente

Quando falamos de danos, não nos referimos apenas aos acidentes, mas também às multas e demais punições pelo descumprimento de regras previstas pelas Leis Trabalhistas.

Oferecer equipamentos de proteção de qualidade, averiguar o uso no trabalho, proporcionar cursos e treinamentos e catalogar a entrega e substituição destes itens protege você, sua empresa, seu funcionário e os clientes que confiam no seu serviço.

Voltar

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Para mais informações, leia nossa Política de Privacidade atualizada.

ENTENDI, FECHAR